Faz pouco tempo que o mundo despertou para sustentabilidade na moda. Por isso, pra gente entender mais sobre tudo isso e formar nossa opinião sobre, nada melhor que um bom livro. Como o  tema é "novo" é difícil achar coisas em português. Mas acredite, isso já está mudando e já tem muita coisa legal por aqui. Quer se aprofundar e entender melhor sobre moda ética?Pega as dicas desses  3 livros em português, com muita informação relevante e que já estão disponíveis nas livrarias.

moda etica livro

Moda Ética Para Um Futuro Sustentável 


Minimizar as perdas, aumentar a vida útil de uma peça de roupa, usar tecidos de menor impacto, atender às certificações de matérias-primas, assegurar condições dignas de trabalho, upcycling... Ao dia a dia do trabalho na indústria da moda pertencem inúmeros processos e momentos de decisão diante dos quais é possível tomar um posicionamento que aposte no desenvolvimento sustentável.

Fazendo uma análise profunda dos impactos da moda convencional como ponto de partida, o livro explora os desafios de uma moda mais sustentável e viaja ao redor do mundo para mostrar iniciativas inspiradoras que podem ajudar a explicar essa mudança de comportamento. O livro apresentar uma introdução acessível à questão da sustentabilidade na indústria da moda. Além disso, a autora oferece uma revisão ampla e prática das distintas opções disponíveis no que se refere a materiais, processos de manufatura, sistemas de logística, distribuição e gestão do fim de vida útil do produto de moda. O guia é prático e completo, repleto de conceitos, recursos, personagens e iniciativas que estimulam a abraçar a mudança.

O livro é de Elena Salcedo, professora do departamento de marketing do Istituto Europeo di Design (IED) de Barcelona e coordenadora do curso de especialização em “Moda ética e sustentável” na mesma instituição. O prefácio foi assinado por Sybilla, designer comprometida há anos com a moda sustentável.

livro moda e sustentabilidade

Moda & Sustentabilidade – Design para a Mudança


A lógica da indústria da moda tradicional é fundamentada nos ciclos de produção, consumo e descarte. A pesquisadora inglesa Kate Fletcher e a professora americana Lynda Grose, avaliam todos os temas importantes  da relações entre moda e indústria. As autoras reavaliam o papel dos designers e dos consumidores em toda sua complexidade tendo como base o econômico, social e ambiental. Desafiar os modelos de negócios e produção em curso usando as ferramentas criativas, emocionais e intuitivas não apenas para gerar lucro, mas propondo uma conexão mais ampla entre a sociedade e a natureza, desacelerando a produção e o consumo de massa.

Dividido em três partes, e tendo como título de cada parte a palavra ‘transformando’, leva a gente a refletir sobre as reais possibilidades de transformação da indústria da moda em todas as suas facetas, através de informações atuais, dados estatísticos relevantes e exemplos concretos de ações. Com argumentos sólidos e conhecimento sobre o assunto  as duas autoras nos fazem perceber como é possível te uma reconexão com os fluxos naturais, mas sem se distanciar  da realidade de hoje de tendências e modas passageiras. Talvez seja esse o grande lance deste livro.

eco chic livro

Eco Chic 


Partindo do ponto principal do slow fashion, de que qualidade é melhor que quantidade, a autora nos inspira a pensar melhor em nossas escolhas ao comprar mas também tem uma série de dicas, o Eco Chic instiga seus leitores a por em prática ações bem simples. De acordo com o livro, uma camiseta lavada em água quente, secada e passada a ferro, libera 4 quilos de dióxido de carbono na atmosfera. Ao invés de secadoras, porque não colocar a roupa no varal? E quanto a passar, que tal apenas as roupas que realmente amassam? Mais ecológico e bem mais econômico. Matilda Lee  jornalista e a autora do livro, também entra na questão social e aponta outra coisa que quase nunca paramos para pensar: a da energia consumida e a da poluição gerada no transporte dessas mercadorias para os países consumidores. Privilegiando produtos locais, estamos desenvolvendo a nossa economia e a nossa sociedade. Matilda mostra como é mais fácil do que parece mudar as engrenagens do sistema da moda atual para um círculo mais virtuoso de reciclar, reutilizar e reduzir.

Outra dica valiosa do livro são sobre os tecidos. Lá ela conta por exemplo, como devemos evitar o uso de roupas feitas de materiais sintéticos, já que a sua decomposição é bastante lenta (até 200 anos), além de liberar metano e contribuir bastante para o aquecimento global. O poliéster também deve ser evitado, pois apesar de barato, sua composição contamina o ar, a água e solta substância cancerígena. Dicas fáceis e "mastigadas" para começar a colocar em prática a moda ética e despertar uma mudança de mentalidade.

Curtiram as dicas?